A importância de se conhecer os fungos

Fungos são seres de extrema importância para os ecossistemas terrestres, realizando a reciclagem dos nutrientes no solo ou a decomposição de matéria orgânica. Podem habitar os mais diversos lugares, desde regiões de florestas a regiões polares. Possuem importância médica, na produção de medicamentos como a Penicilina. A cada dia descobre-se inúmeros compostos que esses organismos produzem que podem ter valor farmacológico ou na agricultura, para controle de pragas em cultivares de valor econômico. Na gastronomia existem diversas receitas que utilizam os mais diversos tipos de fungos, assim como são utilizados na fabricação da cerveja. Esses seres, também estão em nossas casas na forma de bolor ou mofo. Eles podem ser macroscópicos (cogumelos, orelhas-de pau) ou microscópicos (endofíticos). Nas últimas décadas o estudo sobre esses organismos vem ganhando destaque no meio científico. Já foram descritas cerca de 1,5 milhões de espécies, porém ainda há muitas espécies desconhecidas, principalmente de fungos endofíticos, os quais habitam o interior de tecidos vegetais sem causar danos aparentes. Os mais conhecidos são os cogumelos, dentre eles, o famoso Amanita muscária, o cogumelo do sol, usado na medicina, tem os que formam os conhecidos anéis de fadas nos jardins, os cogumelos azuis, dentre outros. A descoberta mais recente foi de um fungo isolado da neve. Segundo a pesquisadora, que integra o projeto MycoAntar: diversidade e bioprospecção de fungos da Antártica, ainda são necessários estudos com relação ao DNA e de morfologia para ter que certeza que é uma espécie inédita, sabe-se que morfologicamente a espécie ainda não havia sido visto na neve. No Brasil existem muitas pesquisas sobre fungos, sendo que a Universidade Federal de Pernambuco é responsável por grande parte das pesquisas que envolvem esses organismos, possuindo inclusive uma micoteca. As investigações sobre os compostos que produzem vem mostrando sua importância na produção de substâncias inéditas que podem auxiliar na área farmacológica, assim como identificar o nível de toxicidade das espécies. Existem cerca de 200 espécies de fungos venenosos, dentre eles estão o Amanita muscária, Psilocybe cubensis (cogumelo- mágico) e o Ramaria toxica. Podem causar desde problemas gastrointestinais até neurotóxicos. Esses organismos são tão importantes para diversas áreas quanto perigosos para a saúde.

Saiba mais em http://glo.bo/2gvgLjT

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *