Papa Francisco vira polêmica ao dizer que é melhor ser ateu a ser cristão hipócrita

papafrancisco2

Polêmico e inusitado, o papa Francisco é frequentemente noticiado por dizer algo que foge do comum. Dentre as parábolas que o papa já disse, ele afirmou para quem quisesse ouvir que é preferível ser ateu do que ser um cristão hipócrita. A afirmação ocorreu no dia 23 de fevereiro deste ano, e ele dedicou a sugestão para todos os cristãos que dizem fazer uma coisa, mas acabam fazendo outra.

O papa afirmou já ter ouvido de muitos membros da igreja católica que: “eu não pago aos meus funcionários salários apropriados, eu exploro pessoas, eu faço negócios sujos, eu lavo dinheiro”. Francisco criticou com um discurso improvisado diretamente de sua residência que esses relatos caracterizam como uma vida dupla, onde o falso fiel quer buscar na igreja a reconciliação com Deus, mas não prática isso todos os dias em sua vida.

Ele ainda alegou: “Quantas vezes todos ouvimos pessoas dizerem ‘se esta pessoa é católica, é melhor ser ateu’”. O chefe da grande igreja católica romana, que possui 1,2 bilhões de membros católicos espalhados por todo o mundo, afirmou na Rádio Vaticano que nada adianta uma pessoa querer buscar o divino na igreja e não vigiar as próprias ações todos os dias. Diante da hipocrisia é melhor não crer em Deus.

O pontífice que foi eleito o chefe da igreja católica romana em 2013, sempre disse em seus discursos aos fieis e a todos os representantes da religião católica no mundo, que eles devem praticar primeiramente a religião que eles pregam ou alegam acreditar. Segundo o papa, praticar o que a religião prega é o princípio para ser um bom cristão, já o oposto disso é chamado de hipocrisia e deve ser ridicularizado entre os praticantes.

Esse não é o primeiro discurso do papa que vira polêmica no mundo. Ele já havia condenado os abusos sexuais praticados contra crianças pelos próprios padres, sua afirmação foi de que a prática deve ser considerada como uma “missa satânica”. Quem realiza esse tipo de prática que vai contra os preceitos éticos e morais, não tem nada de bom para ensinar dentro de uma igreja. Além disso, o pontífice disse que os católicos que estão envolvidos com a máfia, estão no mesmo momento se excomungando. Os cardeais da igreja também foram criticados e sentenciados a pararem de agir como se fossem príncipes.

Desde o início em que o papa foi eleito, ele disse aos fiéis para que tivessem um olhar diferente sobre os ateus, e vissem que eles não são satânicos, ou pessoas que praticam o mal. Francisco alertou os fieis para que entendesse que a religião não determina o caráter de uma pessoa, por isso um ateu pode ser bom como um cristão, pode não ser, o caráter da pessoa não pode ser determinado somente por ter ou não uma religião.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *