Skoll vai retirar de circulação cartazes considerados machistas

Uma das mais tradicionais marcas de cervejas brasileiras afirmou este mês que cartazes com mulheres em cenários apelativos esta no passado da marca, e que eles não pretendem mais fazer este tipo de publicidade.
Skoll, decidiu este ano que não mais criaria campanhas publicitarias utilizando as mulheres como símbolo sexual. De acordo com a marca este tipo de campanha denegri a imagem da mulher e não vai fazer parte do futura da marca.
No mesmo dia em que fez o anuncio publicamente, a Skoll lançou um vídeo em suas rede sociais, o titulo do vídeo é ‘isso não nos representa mais”.
Claro que a iniciativa de remover todos os cartazes da marca considerados machistas também é para a marca uma campanha publicitaria. junto com o anuncio a marca de cerveja afirmou que em sua próxima campanha chamou oito mulheres artistas para trabalhar em uma campanha que fará uma releitura de antigos cartazes da Skoll.
Em suas redes sociais a Skoll também pede para que as pessoas comecem a denunciar os bares que ainda utilizam os antigos cartazes. A dirigência da marca não quer mais a imagem do produto sendo associada a assuntos polêmicos.
Faz algum tempo que a imagem da mulher em campanhas publicitarias vem sendo discutida publicamente. Algumas marcas já tiveram suas campanha censuradas e removidas da televisão quando movimentos feministas consideram o material apelativo.
A nova campanha não é exatamente um pedido de desculpas da marca, mas é considerado por muitos um marco na história da publicidade brasileira. A Skoll é a primeira grande empresa a se posicionar contra o machismo na publicidade e a favor de uma mudança de imagem.
Além de assumir publicamente que suas antigas campanhas publicitarias incomodam muitas mulheres, a marca está pronta para encarar um mercado mais plural, e não focado apenas no publico alvo masculino.
Uma representante da Skoll em entrevista afirmou que a intenção não é nunca mais mostrar uma mulher de biquíni, o problema das antigas campanhas é o conceito.
Vários cartazes de cerveja brasileira mostram mulheres lindas em posição de submissão ao homem, os servindo o produto vendido. A intenção de agora em diante, de acordo com a representante da marca, é ter a certeza de que ambos os sexos são representados de forma justa e deixar o machismo de lado.
Além da Skoll outras marcas de cerveja vem diminuindo o teor sexual que pairava sobre suas campanhas publicitarias. A Antártica não usa mais a palavra “Boa” para se referir de forma ambígua a cerveja e a mulher.
A Brahma também apresentou mudanças. Em uma das mais recentes campanhas, a Brahma fala de uma mestra cervejeira como sendo um exemplo em profissionalismo e qualidade

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *