Quando saiu o resultado da lista de espera do ProUni do 2º semestre de 2017

Para a alegria de alguns vestibulandos que aguardavam ansiosamente pelo resultado da lista de espera do Programa Universidade para Todos (ProUni), este foi então divulgado, no dia 13 de julho deste ano, uma quinta-feira, pelo Ministério da Educação. E nesse caso, já que tratava-se da lista de espera para o segundo semestre do mesmo ano, sendo a divulgação já prevista para o referido dia, cabia aos remanescentes, a partir dessa data, duas alternativas para que checassem o resultado: ou eles acessariam a página da instituição de ensino para a qual se candidataram, ou então teriam de ir presencialmente até lá, para enfim saber se passaram ou não.

No entanto, fosse a forma de consulta escolhida, nos dois casos foi exigido dos aprovados o comparecimento à instituição de ensino, para que levassem todos os documentos necessários para comprovarem as informações que foram por eles fornecidas em suas respectivas inscrições no ProUni. Comparecimento esse que tinha um prazo muito curo, de apenas dois dias, entre uma segunda e uma terceira-feira, 17 e 18 de julho, respectivamente.

Terminada essa referida etapa, foi então encerrado todo o processo seletivo do programa para o segundo semestre deste ano, 2017. Afinal, duas outras chamadas regulares já haviam sido feitas antes, neste mesmo ano. E além disso, é mais pertinente ainda lembrar que, só nessa segunda edição do ProUni em 2017, já haviam sido oferecidas 147.492 bolsas de estudos, cujo total distribuía-se entre 1.076 entidades privadas de ensino. Assim, vale pontuar também, que os candidatos estiveram concorrendo a essas vagas numa diversidade tamanha de cursos que contabilizou-se 27.237 opções.

Já em relação à porcentagem dos tipos de bolsa que somavam as mais de 147 mil totais do Programa Universidade para Todos de 2017, sabemos que 67 mil delas eram de fato integrais, ou seja, as bolsas da modalidade onde o governo cobre 100% dos custos do estudante na instituição privada de ensino. Já em relação ao outro tipo de bolsa, chamadas ‘bolsas parciais’, ou seja, em relação àquelas da modalidade onde o governo apenas cobre 50% da mensalidade do curso escolhido, ficando então o restante, os outros 50%, a cargo do aluno, tem-se um total de 79.889, então fornecidas aos estudantes aprovados durante o ano.

Por fim, faz-se importante recordar que só puderam concorrer a uma das bolsas integrais do ProUni, aqueles candidatos cuja a renda familiar bruta mensal, por pessoa, fosse comprovadamente de até um salário mínimo e meio. Já no caso das bolsas parciais, bastaria ser comprovada uma renda familiar bruta mensal de até três salários mínimos por pessoa.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *