Cientistas descobriram que duas doses de aspirina é a melhor forma de combater a diabete

Segundo um estudo que foi apresentado no encontro anual da Associação Europeia de Estudos sobre a diabete, que aconteceu em Portugal, ingerir aspirina duas vezes por dia aumenta a defesa cardiovascular em pacientes afligidos por diabete tipo 2. A recomendação atual é que uma pessoa com essa doença tome 1 comprimido por dia.

O ácido acetilsalicílico, a aspirina, é muito importante nos trabalhos de prevenção de problemas coronarianos. Sua eficácia consiste na redução do acumulo de plaquetas, e com isso a dimuição do risco de criação de coágulos, que são os maiores causadores de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e também infarto. Existe uma recomendação para pessoas na faixa de risco, que é tomar 1 aspirina por dia. Contudo, o remédio tem uma durabilidade baixa, o que acaba não impedindo a formação de plaquetas, quando a quantidade dessas células cresce.

No trabalho mostrado em Portugal, Liv Vernstroem uma das investigadoras que estudaram a forma como a aspirina perde seus efeitos em menos de 1 dia, seus resultados foram obtidos através de num teste realizado com 21 diabéticos, e algumas pessoas sem a doença. Os médicos fizeram um exame de sangue com todos os voluntários assim que eles tomaram a aspirina e 60 min após a ingestão.

Os participantes continuaram a serem examinados por aproximadamente uma semana. Os pesquisadores repetiram o processo de colher o sangue uma hora depois da ingestão da aspirina e 1 dia depois. A intenção desse teste foi comparar o nível de acumulo de plaquetas entre as medicações. Os médicos descobriram que todos os voluntários, mesmo os que não possuem diabetes, tiveram um aumento no acumulo de plaquetas durante o interstício de 1 dia.

A conclusão do teste é que o poder de inibição que uma aspirina possui se deteriora com o tempo se ela for consumida apenas uma vez por dia. Como os diabéticos possuem maior chance de ter uma doença cardiovascular, os estudiosos dessa pesquisa acreditam que para evitar o acumulo de plaquetas é necessário consumir duas aspirinas por dia.

No entanto, segundo a médica os resultados ainda precisam ser repedidos por outros cientistas para que essa conclusão se confirme e possa virar de fato uma orientação médica

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *