Serviços de telefonia passam a oferecer atendimento a usuários deficientes

Todas as pessoas que têm algum tipo de deficiência auditivas ou com surdez total, terão a partir de agora um serviço de videochamadas através de um tablet, smartphone ou computador, conectados a internet, que se conecta com intérpretes fluentes em Libras – Língua Brasileira de Sinais, disponibilizados pelos serviços de telefonia móvel aqui no Brasil. Os usuários interessados em utilizar este serviço poderão acessar os sites das empresas de telefonia e usufruir do serviço através destes portais.

De acordo com RGA – Regulamento Geral de Acessibilidade – da Anatel – Agência Nacional de Telecomunicações, as novas medidas voltadas para o uso de telefonia para deficientes auditivos já estão em vigor desde o dia 1º de dezembro de 2017. O número 142 também pode ser discado pelo usuário, sendo um serviço semelhante a vídeo chamada, que irá direcionar o usuário até uma CIC – Central de Intermediação de Comunicação. Para esta modalidade de serviços, os atendentes treinados e especializados irão conduzir a comunicação através da voz ou por intermédio de mensagens de texto. Todos esses serviços estão disponíveis 24h/dia e ainda não geram nenhum tipo de custo para os usuários.

Para os deficientes visuais, existem a opção de recebimento de documentos importantes, como contratos de serviços ou cobranças redigidos em braile ou com ampliação do tamanho das fontes. As empresas devem apresentar essa disponibilidade de modo acessível a estes usuários. Para este fim, mecanismos que dispõem a interação das mensagens eletrônicas, os chats via internet e as videochamadas, serão a base que irá garantir todas essas modalidade de serviços oferecidos aos deficientes.

Mais regras referentes ao RGA já passaram a valer e serão encaradas como obrigações das empresas de telecomunicações ao atendimento dos deficientes. Esse atendimento será encarado como prioritário às pessoas com deficiência e serão conduzidos de acordo com a deficiência do usuário. Para que possam ser especificados cada tipo de deficiência auditiva, irão ser disponibilizados planos e pacotes voltados para os usuários com este tipo de deficiência.

Os orelhões de todo o país também terão que passar por adaptações tecnológicas e serem adaptados para os deficientes auditivos realizarem chamadas. Esses avanços irão permitir a inclusão de usuários que terão a garantia de um serviço digno e pensado para utilização em grande escala. Isso permite que a sociedade funcione como um todo, passando a incluir todos os cidadãos de um modo geral.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *