Produção Agropecuária no país alcança o valor de R$ 538 bilhões

O Valor Bruto da Produção, baseado em dados de novembro e de dezembro deste ano, foi de R$ 539 bilhões, sendo 1,87% maior que a produção de 2016, que deteve um retrospecto de R$ 529,2 bilhões. A pecuária alcançou os R$ 174,4 bilhões e as lavouras R$ 364,7 bilhões. As louvas tiveram aumento de 4,97 devido ao resultado na safra 2017 e a pecuária sofreu redução de 4,1% no seu faturamento.

O desempenho desfavorável das carnes bovinas foi uma das causas resultados menores, tais como o frango, que ficaram com valores abaixo dos anteriores, de acordo com o coordenador-geral de Estudos e Análises da Secretaria de Políticas Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, José Garcia Gasques.

Em decorrência da safra de grãos, os bons resultados e os preços abaixo do ano passado foi um dos principais destaques deste ano. O algodão está entre os que tiveram uma melhor produção, com aumento de 72,9%. Em seguida a cana de açúcar com 28,4%, a mandioca com 87,9% e a uva com 52,2%. Outros produtos que apresentaram um desempenho bom foram o milho, a soja, a laranja e o arroz. Em relação a suínos e leite, o ganho real foi de 9,7% e 9,9% respectivamente.

Os produtos que apresentaram redução de faturamento em 2017 foram a banana com (-25,9%), seguida da batata inglesa (-48%), o cacau (-27,9%), o café (-14%), a cebola (-48%), o feijão (-24,7%), a mamona (-40,1%), o trigo (-37,5%) e a maçã (-22,1%). A diminuição do preço de alguns produtos resultaram na redução da taxa de inflação deste ano, devido a classificação no grupo dos cereais, legumes e as oleaginosas que são do grupo de alimentação em destaque.

Os resultados do Valor Bruto da Produção regional aponta que o valor alto continua na região Sul, como nos relatórios anteriores com R$142,5 bilhões, seguido da região Centro-Oeste com R$ 139,9 bilhões, Sudeste R$ 137,1 bilhão, Nordeste R$ 50,3 bilhões e Norte com R$ 32,9 bilhões.

As projeções da Companhia Nacional de Abastecimento e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas para a próxima safra de grãos em 2018 é de que será menor que a de 2017.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *